48 horas em Londres

Publicado em 

48 horas em Londres

A grande viajante Alice Roman se presenteia com uma estadia de 48 horas na The Big Smoke e fala sobre seu périplo e estabelecimentos preferidos. Entre boas dicas, compras de luxo, cultura e lugares “hype”...

48 horas em Londres

Na terra de Anouska Hempel no Blakes Hotel

11h – Desembarcada no Terminal 4 de Heathrow, eu faço como todo mundo e pego a Piccadilly Line do metrô para chegar a Londres. Como é o início da linha, ainda não tem muita gente e eu consigo ficar à vontade. 40 minutos depois, chego à superfície no chique bairro de South Kensington. Estão ali para mim as lojas, galerias de arte, as lojas de antiguidades e de design... Por enquanto, entro no delicioso universo da ex-atriz Anouska Hempel (75 anos hoje), atrás da fachada preta do Blakes Hotel, o primeiro hotel boutique do mundo (1978).

Blakes Hotel
33 Roland Gardens
Kensington
London SW7 3PF
+44 (0)20 7370 6701
www.blakeshotels.com

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

48 horas em Londres

Lagosta grelhada no Harvey Nichols

13h. – Como eu adoro caminhar, ando cerca de um quilômetro para chegar ao templo dos fashionistas,na Harvey Nichols. Dou uma olhadinha nas últimas criações de Margiela ou Alaïa, depois vou para o quinto andar para me deleitar, no Burger & Lobster, protegida por uma grande toalha de plástico, com uma lagosta grelhada com manteiga, entre uma salada verde e uma pequena porção de batata frita. Em total descontração.

Burger & Lobster
Fifth Floor Harvey Nichols
109-125 Knightsbridge
London SW1X 7RJ
+44 (0)20 7201 8676
www.burgerandlobster.com/home/

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

48 horas em Londres

Visita real ao Palácio de Buckingham

 

 16h – Depois de uma caminhada digestiva no Green Park – propriedade não da cidade, mas da coroa britânica –, com uma curta parada em uma espreguiçadeira, vou enfim visitar, o antes sempre rejeitado em minhas visitas anteriores a Londres: Palácio de Buckingham e suas 19 salas de estado (abertas do final de julho até o final de setembro, quando a rainha faz sua visita anual à Escócia). Aqui, as obras de Rubens, Canaletto, Rembrandt e Poussin disputam as paredes entre duas porcelanas de Sèvres. Percorro The State Rooms com calçados sublimes para os pés – que parecem quase duas gotas de água, ou quase, como aqueles usados por Elizabeth II em seu casamento em 1947.“Dê a uma garota os sapatos certos e ela poderá conquistar o mundo”, disse Marilyn Monroe. Isso vale para a estrela, para a Rainha e para mim!

Buckingham Palace
London SW1A 1AA
www.royal.uk

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

48 horas em Londres

Jantar Mediterrâneo no Palomar

 

 20h – Cansada depois de mais de três horas de visita real e um passeio pelos jardins do palácio, pego o metrô. Meu destino é o Piccadilly Circus para jantar. Três minutos a pé, The Palomar abre os braços para mim – seu bar, na verdade – onde sozinha, sem reserva e com pouca espera, consigo apreciar a cozinha mediterrânea, judaica e... sem glúten. Uma mistura de pratos autênticos e saborosos – fallafels, tzatziki, mezze ou kebab – desfilam para mim, e eu os degusto em uma atmosfera barulhenta porém festiva. Duas horas depois, é hora de pegar novamente o metrô (quatro estações) para encontrar meu delicioso Parisian Room. 23 horas, hora de dormir. Sonho com os braços musculosos de James Bond confrontando os “Anjos da Morte”. Talvez seja porque minha anfitriã, Anouska Hempel, estava justamente interpretando uma dessas criaturas no filme Ao serviço secreto de sua majestade ?

The Palomar
34 Rupert Street
London W1D 6DN
+44 (0)20 7439 8777
thepalomar.co.uk/

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

48 horas em Londres

Ganho de energia vital no Aman Spa

 

 Dia seguinte, 9h30 – Depois de um delicioso café da manhã no adorável quiosque de vidro do meu hotel boutique, pego o metrô até a Green Park Station. Desta vez, vou a pé até a Mayfair para me presentear com um tratamento chinês no Aman Spa, no famoso Connaught Hotel. Duas horas e meia depois – e com menos 280 GBP, o preço do luxo – recupero toda a minha energia vital depois de uma massagem com óleos essenciais regeneradores. Saio radiante e relaxada e caminho para pegar a linha Jubilee. Alguns minutos depois, chego a Southwark Station, a menos de 500 metros da Tate Modern.

Aman Spa
Connaught Hotel
Carlos Place
London W1K 2AL
+44 (0)20 3147 7305
www.the-connaught.co.uk/aman-spa/

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

48 horas em Londres

Swing com Kandinsky no New Tate Modern

 

 12h30 – Começo me oferecendo um grandioso panorama de 360° do horizonte de Londres com uma vista deslumbrante da Cidade e da Catedral de Saint-Paul, no restaurante no último andar do New Tate Modern. Faço um pequeno lanche britânico com produtos da estação (22 GBP), acompanhado por uma pequena taça de Santenay branco (7,50 GBP) com um buquê fresco de rosas e peônias. Revigorada, já posso descer e me confrontar com os hinos para a vida, de Kandinsky a Mark Rothko, com as novas aquisições e até performances. Há muito a ver neste espaço do museu que aspira a “mudar o rosto da vida sociocultural de Londres”.

New Tate Modern
Bankside
London SE1 9TG
+44 20 7887 8888
www.tate.org.uk/whats-on/tate-modern/special-event/new-tate-modern-opening-weekend

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

48 horas em Londres

Compras no Camden Market

 

 16h - Desço um pouco mais tarde para Camden Town, a cinco minutos a pé do The Hawley Arms, o pub favorito da saudosa Amy Winehouse. Ao meu lado, uma jovem saboreia um coquetel alternativo. Peço uma cerveja e puxo uma conversa. Angia é crítica gastronômica em um jornal londrino. Não nos demoramos muito no pub para passear no Camden Lock Market, onde encontramos as roupas vintage mais incríveis. Duas horas depois, estou vestida como Janis Joplin na capa de seu Greatest Hits em 1973, cantando Kozmic Blues: “I keep pushing so hard a dream…”. 

Camden Market
56 Camden Lock Place
London NW1 8AF
+44 (0)20 3763 9900
www.camdenmarket.com/

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

48 horas em Londres

Pratos sexys no Sexy Fish

 

 20h – Volto a Mayfair para descobrir uma nova mesa da moda, o Sexy Fish, na companhia de minha crítica gastronômica. Como o lugar é muito popular e geralmente requer que se faça uma reserva, Angia é nosso sésamo. Sinto-me em casa no Sexy Fish. O lugar, com a decoração carregada (Martin Brudnizki Design Studio), lembra um pouco as brasseries parisienses. Felizmente, algumas esculturas de Damien Hirst e um crocodilo de Frank Gehry me levam de volta aos anglo-saxões. O menu oferece uma vasta seleção de frutos do mar, peixes e produtos japoneses frescos. Opto por um tartare de atum com trufa, vagens e camarões e uma taça de chardonnay a um bom preço. Após a conta (50 GBP por pessoa), volto para o hotel... para dormir, desta vez, nos braços do vampiro dos Cárpatos (Anouska Hempel, minha anfitriã, certa vez atuou em As cicatrizes de Drácula de Roy Ward Baker).

Sexy Fish
Berkeley Square House
Berkeley Square
Greater London W1J 6BR
+44 (0)20 3764 2000
www.sexyfish.com

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

48 horas em Londres

Compras compulsivas na Saatchi Gallery

 

 Último dia, 12h –Saio do Duke of York's Headquarters, que abriga, mais de 5 mil m2,

a Saatchi Gallery, perto de Sloane Square. Obras incríveis de artistas desconhecidos são exibidas permanentemente. É hora de sair de mansinho e pegar o metrô para o Terminal 4 de Heathrow, enquanto faço minhas últimas aquisições. Na Saatchi Store, me dou de presente um retrato de Mao Bag, comprando também para meus familiares pequenos souvenirs deste rei do merchandising que publica seus jovens artistas expostos – britânicos ou estrangeiros – em várias mídias. Satisfaça todos os seus desejos compulsivos de compras!

Saatchi Gallery
Duke Of York's HQ
King's Road
London SW3 4RY
+44 (0)20 7811 3070
www.saatchigallery.com