Nas rotas do vinho de Bordeaux

Publicado em 

Nas rotas do vinho de Bordeaux

Em Bordeaux, são várias as rotas de vinho. Médoc, Saint-Émilion ou Sauternes, levaremos você a descobrir a cultura, o patrimônio e o savoir-faire de Gironda, terra das vinhas, no mínimo.

Muito procurada pelos viajantes, a região bordalesa é o primeiro destino enoturístico da França, e conta com cinco rotas de vinhos rotulados. De norte a sul, você encontrará a rota dos Châteaux e dos seus célebres vinhos de Médoc, a rota de Coteaux para as vinhas de Blaye e de Bourg, a rota do Patrimoine para a não menos famosa denominação Saint-Émilion, a rota de Bastides, a rota de Graves e, no cruzamento dos caminhos, a cidade de Bordeaux, berço de todos esses vinhedos.
Cada uma dessas rotas é visitada graças a diferentes percursos instituídos pelo escritório de turismo de Bordeaux. Aproveite para experimentar alguns grands crus, degustar as especialidades locais e conhecer viticultores apaixonados, felizes em transmitir conhecimento.

Clique aqui para reservar sua visita aos vinhedos

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Nas rotas do vinho de Bordeaux

Médoc pela rota dos Châteaux

Para descobrir a rota dos Châteaux, percorra a margem esquerda da Gironda, a partir do estuário do rio até a Pointe de Grave. Um percurso de 60 quilômetros, de norte a sul, onde você encontrará principalmente vinhos tintos, incluindo grands crus classificados como Château Latour, Château Margaux ou ainda o Château Mouton Rothschild, nomes que fazem sonhar amantes do vinho de todo o mundo. Se o termo "chateau" se refere principalmente ao domínio vitícola, a região também tem lindas propriedades, verdadeiros "palácios do vinho", que você poderá visitar, especialmente na região de Pauillac.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Nas rotas do vinho de Bordeaux

Blaye e Bourg pela rota de Coteaux

Do outro lado, na margem direita da Gironda – de Blayais e Bourgeais (denominações "côtes de Blaye" e "côtes de Bourg"), a rota de Coteaux transportará você para o coração de cidades pequenas e suas igrejas romanas (Bayon), de paisagens acidentadas, de sítios arqueológicos notáveis onde, aqui e ali, você verá os vestígios de antigas moradias galo-romanas. A região é conhecida pelos vinhos tintos robustos e também pelos brancos frutados. Se passar por Blaye, visite a cidadela construída por Vauban no século XVII,

classificada como patrimônio mundial da UNESCO.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Nas rotas do vinho de Bordeaux

Saint-Émilion pela rota de Patrimoine

Não precisa ser um conhecedor de vinhos e grands crus para ter ouvido falar de Saint-Émilion. A uma hora de Bordeaux, esta bela cidade medieval está incluída no Patrimônio Mundial da Unesco. Instalada no alto de uma colina, Saint-Émilion é composta de pequenas ruas pavimentadas e íngremes, monumentos que datam os séculos XI e XII, e também subsolos profundos que hoje em dia abrigam adegas. Suba ao topo da torre do Rei, com a masmorra romana ainda intacta na Gironda. Do alto, você poderá admirar as vinhas do vale e ver as cidades encantadoras de Pomerol e Fronsac.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Nas rotas do vinho de Bordeaux

Graves e Sauternes pela rota de Graves

A rota de Graves o conduz ao sul de Bordeaux, aos limites da floresta de Landes. Nesta região, você encontrará a maior diversificação de vinhos, de tintos, claro, mas também de vinhos brancos secos e os célebres Saturnes, os brancos licorosos a degustar com uma especialidade do sudeste, um cervo picado ou um linguado com cogumelos, por exemplo. A primeira videira de vinho girondino foi plantada aqui. Não fique surpreso se, durante a sua visita, ouvir dizer que a região é o berço dos vinhos de Bordeaux!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Nas rotas do vinho de Bordeaux

Entre-deux-Mers pela rota de Bastides

A rota de Bastides conduzirá você entre Dordogne e Gironda, uma região repleta de abadias, igrejas romanas, bastilhas e cidades fortificadas - uma verdadeira viagem no tempo! Escritores célebres como Montaigne ou Mauriac cantaram louvores a esta região, às vezes apelidada de "Toscana Girondina" por suas paisagens e sua forma suave de vida. Aproveite para visitar o château Malagar; antiga propriedade de François Mauriac, é hoje o Centre François Mauriac, um ponto cultural inteiramente dedicado ao conjunto de suas obras.