Quando os melhores chocolateiros parisienses desafiam a criatividade

Publicado em 

Quando os melhores chocolateiros parisienses desafiam a criatividade

Na margem esquerda da capital, o chocolate é interpretado sob formas e sabores incomuns. Selecionamos os mestres chocolateiros mais deliciosamente extravagantes de Paris.

Quando os melhores chocolateiros parisienses desafiam a criatividade

Patrick Roger, o Rodin do chocolate

Na praça Place de la Madeleine, um orangotango de chocolate em tamanho real chama a atenção dos que passam. Bem-vindo à loja de Patrick Roger, o guardião de um mundo no qual o precioso cacau é rei. Segundo ele, eleito Meilleur Ouvrier de France (2000) e cujo trabalho foi exposto no Museu Rodin, “a escultura tem sabor”. De fato, o artista criou sua própria versão de Balzac de Auguste Rodin para a reinauguração do museu. Nada menos do que 450 horas de trabalho foram necessárias para moldar uma escultura de quase quatro metros de altura, toda de chocolate. Em sua oficina, em Sceaux, o mestre chocolateiro transborda de ideias saborosas. Sua equipe perfeitamente treinada o ajuda a realizar as extraordinárias amêndoas provençais caramelizadas com cobertura de chocolate. Também não podemos deixar de citar a “assinatura” de Patrick Roger: Amazona, meia esfera que combina a doçura do caramelo e a acidez na medida certa do limão.

Patrick Roger
3 place de la Madeleine
75008 Paris
+33 (0)9 67 08 24 47
patrickroger.com/

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Quando os melhores chocolateiros parisienses desafiam a criatividade

Jean-Charles Rochoux, artista do detalhe

Perto do Jardim de Luxemburgo, entre na loja toda de madeira e espelhada de Jean-Charles Rochoux, aprendiz de Guy Savoy. Nesse verdadeiro gabinete de curiosidades, encontre crocodilos, lebres, anões de jardim e outras esculturas de chocolate. Gênio da precisão, molda o chocolate criando formas únicas, com um resultado perfeitamente esculpido. Mas não é por isso que o artesão se esquece do sabor. Experimente os surpreendentes chocolates ao cogumelo trufa branca de Alba (Piemonte) ou suas pastas viciantes de passar no pão, como a de morango selvagem, nozes ou chocolate. Seu best-seller? As chamadas “barras do sábado”, a serem degustadas dentro de 48 horas. Essa delícia efêmera é recheada com frutas frescas da época e cobertas com chocolate amargo 70%. Um deleite para os amantes de sensações achocolatadas.

Jean-Charles Rochoux
16 Rue d'Assas
75006 Paris
+33 (0)1 42 84 29 45
jcrochoux.com/

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Quando os melhores chocolateiros parisienses desafiam a criatividade

Sadaharu Aoki, transmissor de sabores

Sadaharu Aoki transformou sua juventude no Japão em tesouro gustativo. Instalado em Paris desde os anos 1990, o confeiteiro realça o chocolate francês com seu know-how nipônico. Desde a inauguração de sua primeira loja, na Avenue de Vaugirard, ele surpreende o grande público reinventando o chocolate com ingredientes emblemáticos: matcha, yuzu (cítrico asiático), wasabi e creme de feijão vermelho. Conheça a sua lúdica “caixa de maquiagem”: imitando uma paleta de sombras, contém uma grande variedade de sabores refinados e intensos, como bambu e seu ganache de chocolate branco. Uma verdadeira viagem gustativa.

Sadaharu Aoki
35 Rue de Vaugirard
75006 Paris
+33 (0)1 45 44 48 90
sadaharuaoki.com/

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Quando os melhores chocolateiros parisienses desafiam a criatividade

Jean-Paul Hévin, mestre das associações inéditas

Sempre em busca de sabores diferentes, Jean-Paul Hévin ficou conhecido por seus chocolates para o aperitivo... com recheio de queijo. Cada combinação é acompanhada por uma fruta seca, uma erva ou uma especiaria, para realçar o gosto. Deixe-se seduzir pela caixa de chocolate com queijo de cabra e noz, quem sabe acompanhada por uma taça de vinho da região francesa do Jura. Você terá a experiência de uma degustação estranhamente harmoniosa e delicada. O artesão, que durante muito tempo propôs seu chocolate quente com ostra no andar de cima de sua loja do Faubourg Saint-Honoré, aprendeu com os melhores e também domina perfeitamente as criações mais clássicas. A barra de chocolate ao leite e caramelo salgado ou o “Yuzu”, com ganache de limão, yuzu e chocolate amargo, conquistarão seu paladar.

Jean-Paul Hévin
231 Rue Saint-Honoré – pátio
75001 Paris
+33 (0)1 55 35 35 96
jeanpaulhevin.com

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Quando os melhores chocolateiros parisienses desafiam a criatividade

Patrice Chapon, o fabricante de cacau

Este apaixonado por chocolate começou vendendo os seus próprios produtos de porta em porta, nas confeitarias parisienses. Desde 2012 e depois de ter criado seu “laboratório”, em Chelles, faz parte dos raros chocolateiros que torram eles mesmos seu cacau. Da seleção dos grãos até a obtenção da massa, passando pela trituração e a conchagem, Patrice Chapon assegura em pessoa todas as etapas da fabricação do chocolate. Criadas a partir do nada, delicie-se com suas “opalas” (bolinhas pralinadas divinas) ou sua barra com sal defumado e pistache. Um destaque especial vai para o chocolate com açúcar de coco, imaginado especialmente para os diabéticos. Se você quiser saborear todas essas maravilhas, pegue a direção da Rue du Bac. E uma surpresa estará aguardando no local: um bar de musse de chocolate tão surpreendente quanto suculento. Derreta-se com esses potinhos cheios de musse de chocolate de Madagascar, levemente mentolado, ou do Equador, com figos secos e cítricos confitados. Sua estadia em Paris nunca terá tido tanto sabor.

Chocolat Chapon
69 Rue du Bac
75007 Paris
+33 (0)1 42 22 95 98
chocolat-chapon.com